domingo, 7 de fevereiro de 2010

Crônicas do Rio - Raul Pompeia


A coleção Biblioteca Carioca era uma publicação do município do Rio de Janeiro que se prestava a publicar livros com temas relacionados à cidade, alguns volumes muito originais, como pesquisas acadêmicas, e outros, na falta daqueles, publicações de autores famosos que retratavam em suas obras o Rio de Janeiro de sua época, como Machado de Assis e Lima Barreto. "Crônicas do Rio", de Raul Pompeia (o autor de um livro considerado por muitos o mais chato da literatura brasileira, "O Ateneu"), foi o volume 41 da coleção.

Um apanhado de crônicas escritas pelo autor de "O Ateneu" para o jornal de Juiz de Fora "Diário de Minas", entre 1888 e 1889, o livro é uma pequena miscelânea de textos sobre o cotidiano da capital na época da derrocada da monarquia, para manter bem informados os leitores provincianos do que se passava na principal cidade de então: críticas sobre o cenário cultural do centro da cidade, alguma coisa sobre política e até notícias sensacionalistas de assassinatos cometidos por maridos traídos.

A pessoa que decidiu pela publicação desta obra pode ter tido a melhor das intenções, mas a minha impressão foi de um livro chatíssimo, de crônicas nem um pouco universais - só fazem sentido no seu contexto estrito - e úteis apenas para quem está pesquisando especificamente o Rio de Janeiro da época ou a obra completa de Raul Pompeia. Todos os livros da coleção estão esgotados, e alguns são bastante difíceis de encontrar. "Crônicas do Rio" até que não é difícil de encontrar em sebos, porém pode ser gratificante procurar os outros volumes mais difíceis da Biblioteca Carioca, pois há muita coisa melhor nos 40 volumes anteriores e em mais alguns lançados posteriormente.

Editora: Biblioteca Carioca
Páginas: 107
Disponibilidade: esgotado
Avaliação: * *

2 comentários:

  1. Este livro está disponível em PDF no site do Arquivo da Cidade do Rio de Janeiro.

    ResponderExcluir